Arquivos da categoria: Dicas

Num mundo cada vez mais digital, a importância das redes sociais não podem mais  ser ignoradas pelas empresas como ferramenta para divulgar e promover o seu negócio. E, se quer ter a sua marca nas redes sociais, a palavra chave para o sucesso é: interação! Não vale a pena estar nas redes sociais se os comentários, opiniões, sugestões, elogios e reclamações dos seus fãs ficam sem resposta. Ninguém gosta de falar para um robô…

Primeiro ponto: não julgue que conversar com os seus fãs é apenas uma questão de ser simpático…É, também, uma forma de conseguir informações preciosas sobre o que eles pensam da sua marca e dos seus produtos (de positivo e de negativo!) e, até, sugestões para melhorar.

Um comentário negativo nas redes sociais pode provocar o caos? Pode. Mas a forma como a equipe responde e resolve as situações adversas também diz muito sobre aquilo que a empresa realmente é. Não esqueça que os seus clientes/fãs (atuais ou potenciais) estão lendo e  observando o cuidado que a marca tem no relacionamento com as pessoas.

Há várias regras para comunicar nas redes sociais. Dezenas! Mas não queremos ser cansativos. Por isso, aqui estão dez dicas para interagir com fãs nas redes sociais. Nunca esquecendo que a primeira dica é, e sempre será, o bom-senso e a boa educação!

Responder aos comentários.

Responda, responda sempre. Seja simpático, amável, próximo, afetuoso. Dê os parabéns. Peça desculpa. Agradeça! Mostre aos seus clientes que os elogios deles motivam o seu trabalho. Ria. Sorria. Humanize a marca. Não desperdice a possibilidade de se aproximar dos seus clientes.

Rapidez

Responda o mais depressa possível e dando todas as informações que lhe forem solicitadas. Se não for possível esclarecer as dúvidas todas no momento, responda dizendo que vai procurar saber a resposta, junto da equipe responsável, e voltará a fazer contato logo que possível. Nas redes sociais há um sentimento de estar on line que não convém frustrar.

Personalize

Evite as respostas prontas e impessoais, que se limitam a copiar e colar.
Escreva o nome próprio da pessoa, diga “olá”, despeça-se. Faça com que cada pessoa sinta que está sendo tratada de forma única, que quer genuinamente ouvi-la e ajudá-la. As redes sociais são, por natureza, próximas: aproveite esse lado!

Errou? Seja humilde e reconheça!

Os comentários negativos devem ser tratados com especial cuidado, mas não devem ser ignorados. O primeiro passo é analisar, de forma imparcial, se o cliente tem, de fato, razão. Caso tenha, seja humilde: reconheça o erro e procure uma solução que mostre claramente ao cliente (e a todos  que lerem o comentário) que quer recompensá-lo pela má experiência. Ignorar uma reclamação nunca é boa ideia: passa a ideia de que a marca não se preocupa com a opinião dos clientes. De preferência, peça ao cliente que contacte por e-mail ou mensagem privada: é uma forma de perceber melhor o que aconteceu, retirando a discussão do domínio público. E garanta sempre que é dado seguimento à reclamação e que o problema foi ou será resolvido. Não há melhor publicidade do que um cliente satisfeito!

Não alimente discussões gratuitas.

Não alimente comentários de ódio, gratuitos, que tenham como único objetivo prejudicar a marca. Lidar com comentários negativos é fazer gestão de crise: é preciso ser racional. Numa discussão online, ninguém ganha. O cliente tem sempre razão, mesmo que não a tenha!

Agradeça.

Elogiaram a sua marca, o seu produto ou a sua publicidade? Agradeça! Além de demonstrar boa educação, o fã vai sentir que o seu comentário chegou ao outro lado e voltara a elogiar. Simpatia gera simpatia!

Respeite o “tom” da empresa.

É muito importante que o responsável pela gestão das redes sociais da empresa conheça, em detalhe o estilo dela, bem como o perfil do cliente e a essência da própria marca. É uma marca jovem e irreverente de refrigerantes ou é uma marca de relógios antiga e luxuosa? Informe-se bem sobre as regras internas antes de começar a interagir. E lembre-se: seja qual for o “tom” da marca, a boa educação e a simpatia são regras sempre válidas, em qualquer tipo de comunicação.

Responda sempre através da página oficial.

Responder através de perfis pessoais? Nunca! Nem que seja o CEO. Nem que seja o dono e fundador da empresa. A marca tem uma voz própria que deve ser única e oficial. É para isso que existem as páginas oficiais e a comunicação dos fãs com a marca, e vice-versa, deve ser feita unicamente através destas.

Escute!

Os comentários dos seus clientes (ou potenciais clientes) são fundamentais. Ouça o que seus clientes tem a dizer. É importante saber a opinião deles sobre a sua marca e os seus produtos. Na era da comunicação, é normal que os consumidores usem as diferentes redes sociais para compartilhar experiências que tiveram com as marcas. E este feedback pode ser muito útil, tanto para o desempenho online da marca, como para o desempenho offline!

Analise

Olhe para as interações de forma qualitativa e quantitativa. Tente identificar padrões: se houver muitas reclamações sobre um determinado produto pode haver, realmente, algum problema. Ouça o pulsar das redes sociais: elas têm coisas importantes para lhe dizer!

Se preferir nós podemos fazer tudo isto por você!

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

Você já faz Marketing de Conteúdo, produz conteúdo para o seu blog e redes sociais, não produz? Às vezes pensa que o trabalho não está dando resultado e que é perda de tempo, não é?


Vou te contar:
Investir em Marketing de Conteúdo para os seus canais digitais é o melhor investimento que você está fazendo! Acredite!

Vamos olhar alguns pontos que eu sei que estão acontecendo com você:

  • Qual é a estratégia do Marketing de Conteúdo
  • Sobre o que escrever e quando
  • Você deve contratar um redator ou produzir “in house” ?
  • Quanto tempo o Marketing de Conteúdo demora para gerar resultados ?

 

Qual é a estratégia do Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo trabalha com o conceito de funil de vendas. O conteúdo tem a finalidade de atrair as pessoas para dentro desse funil e então poderemos nutri-las com informações relevantes e mantê-las interessadas, fazendo com que percebam nossa autoridade no assunto e, no momento em que elas precisarem, seremos uma opção óbvia para atender às necessidades delas.

Quando um cliente chega através do funil com a intenção de compra, ele já está instruído sobre o produto ou serviço oferecido. Já conhece a empresa e sabe, através dos textos que publicamos, que temos a capacidade de atender às suas necessidades. Com isso a etapa de vendas fica mais rápida e fácil.

 

Sobre o que escrever e quando

Obviamente devemos escrever sobre assuntos relacionados aos produtos e serviços que oferecemos. Mas tem alguns truques, vamos lá.

O funil de vendas tem três partes distintas: Topo, Meio e Fundo.

Para atrair o cliente para o funil, escrevemos conteúdo de “Topo de Funil”. São textos que irão chamar a atenção de pessoas que têm alguma afinidade com os seus produtos. Mas nesse ponto nós não falamos dos produtos. Não é um texto de venda. Realmente procuramos oferecer conteúdo relevante ao visitante. Algo que realmente acrescente valor para ele, mas sempre dentro do seu segmento, claro.

Assim: Se você vende tintas, pode publicar blogpost sobre decoração, ou pode passar dicas e técnicas de pintura de parede.

Defina uma periodicidade (1 ou 2 vezes por semana já é ótimo). Cuide da sua lista de emails e envie newsletters regulares. Publique seus textos em outros blogs e portais. Comunique-se! e as oportunidades aparecerão.

 

Você deve contratar um redator… ou não…

Um texto para o seu blog (um blogpost) deve ter algo entre 800 e 1500 palavras. Pode ser mais ou menos. Você encontra redatores que cobram desde R$35,00 até R$75,00 por texto.

Um texto para canal social (um post) deve ter algo entre 300 e 500 palavras, mais ou menos, e os redatores cobram entre R$10,00 e R$30,00 por texto.

Como você pode notar, tem opções para todos os gostos, mas também tem trabalho com mais e com menos qualidade, o que não tem necessariamente uma relação como valor cobrado.

É bom também observar a otimização do texto com técnicas SEO (você acha muito conteúdo sobre isso na web).

Sobre contratar ou não… Bem, depende da sua facilidade para escrever e tempo. Eu contrataria… É um ótimo investimento. Encontre um redator e faça um pacote para o mês.

 

Quanto tempo o Marketing de conteúdo leva para
gerar resultados

Os resultados são rápidos quando você tem a estrutura pronta para capturar os leads do seu funil e gerar as oportunidades. Ou seja, uma estratégia bem básica de Markekting de Conteúdo tem que ter um blog com formulário, para capturar informações do cliente, e um e-book para oferecer em troca do preenchimento do formulário (que é muito eficiente). Não estou falando de coisas mirabolantes não. Estou falando de coisas básicas que são feitas rapidamente e com baixo custo.

Digamos que você está partindo do zero, que não tem blog, site nem nada. Em 60 dias, ou menos, você teria sua presença digital já estruturada, rodando e com todo conteúdo já agendado. Em 90 dias (30 dias depois de tudo pronto) certamente as oportunidades começariam a aparecer.

Além disso, o Marketing de Conteúdo garante a construção da sua autoridade e a fixação da sua marca como referência do segmento. Cada vez mais as oportunidades irão surgir, aumentar… Isso é uma certeza.

Comece a escrever ainda hoje. Procure na web e achará muitas dicas e aulas de técnicas para escrever para web. Inclua na sua rotina a tarefa de escrever regularmente e perceberá um aumento expressivo na visitação do seu site, engajamento nos canais sociais, e consequentemente nas oportunidades geradas.

Vamos praticar ?

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

Contratamos a ferramenta de Marketing Digital mLabs para otimizar a administração e envolver os clientes no processo de aprovação do conteúdo criado pela DIG e entregar melhores retatórios de métricas.

mLabs - nova ferramenta dos clientes da DIG

O mLabs é uma ferramenta de Marketing Digital que nos permite administrar com maior eficiência o conteúdo criado para as suas redes sociais e entregar relatórios precisos, bem organizados e uma melhor base do planejamento e otimização das campanhas.

Interpretar relatório de métricas é tarefa rotineira para a DIG, mas essa tarefa é complicada para a maioria dos clientes e exige tempo, o que pode vir a ser um fator negativo. Por esse motivo entendemos que esse é um forte motivo para investir na contratação da mLabs, uma ferramenta que já fornece esses dados de uma forma muito simples.

Nela, é possível acompanhar os dados facilmente, sem a necessidade de outros programas para realizar esse trabalho.

Algumas Informações que podem estar no relatório

Likes da Página: Nessa opção, você consegue acompanhar quantos likes e quantos unlikes sua página teve em determinado período. Ou seja, é possível visualizar a quantidade de fãs que você ganhou naquele espaço de tempo. Além disso, também é possível observar o crescimento comparativo ou absoluto da sua página.

Perfil dos fãs: Conhecer os fãs da sua marca é uma das partes mais importantes do trabalho de marketing digital e é essa análise que é apresentada nessa parte do relatório.A mLabs oferece a informação da quantidade de público masculino e feminino e a porcentagem das pessoas que engajam em cada um dos sexos. Também é possível descobrir a cidade dos fãs e a partir de qual mídia eles vieram, o que pode ser muito útil para a segmentação de publicações.

Efetividade: A plataforma oferece a porcentagem de internautas que tem efetividade na página e quantos engajam.

Melhores conteúdos: A ferramenta também fornecesse as informações dos melhores posts, o que pode gerar ótimos insights para a criação. O internauta também observa a quantidade de curtidas, comentários e cliques da sua página.

Feedback negativo: Saber os pontos que sua marca não foi muito bem, é fundamental para que ela possa melhorar. Foi pensando nisso que a mLabs disponibilizou essa opção, onde os internautas conseguem ter um feedback do seu trabalho.

Concorrentes: Conhecer seus concorrentes é um dos primeiros passos para melhorar em seu segmento de atuação. Então, comece analisando mais detalhes sobre eles e observe uma comparação direta entre sua marca e seus concorrentes.

O que vem depois ?

A nova ferramenta já está configurada e já está disponível para alguns clientes. Gradativamente vamos liberar para todos.

Aguarde… No próximo e-mail enviaremos mais detalhes de como você vai usar o mLabs. É muito simples, você vai ver.

Quer saber mais ?

A DIG ajuda pessoas e empresas a maximizar seus esforço
usando estratégias de marketing digital.

FALE COM UM CONSULTOR

Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

🙂

 

 

 

 

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

DIG marketing digital - Quanto tempo dura um site?

Bom seria se o seu site fosse para sempre, não é? Que aquele site que você fez anos atrás ainda tivesse um layout atual e que os seus clientes conseguissem visualizá-lo no smartphone sem problemas… Você precisa de mais Marketing Digital!

Eu tenho certeza que você já chegou à conclusão que isso não funciona assim. Você viu o site do seu cliente, moderno e adaptado às telas pequenas, e se ligou que o site da sua empresa está realmente velho!

Mas isso tem solução, meu amigo… e é muito simples!

Na sequência vou falar dos 5 pontos mais importantes para manter seu site vivo por muito tempo.

  1. Versões – Novas funcionalidades no site de sempre.
  2. Relayout – O mesmo site, mas com roupa nova.
  3. Atualização – Conteúdo novo é igual a visitas constantes.
  4. Manutenção – Se você não sabe como fazer, contrate quem sabe.
  5. Marketing – Afinal, é disso que estamos falando.

Em geral, dizemos que um site vive 2… 3 anos, no máximo. Agora, se você fez um site e nunca divulgou nem fez atualizações ou manutenção, tenho certeza que ele já morreu e essa imagem de coisa quebrada é a que está sendo mostrada para seus clientesÉ isso que você quer?!

Desde o momento que o seu site vai ao ar, você tem que tomar alguns cuidados para que ele dure ainda muito tempo e crie muitas oportunidades para sua empresa.

Vamos então aos pontos que você deve prestar atenção no dia-a-dia para que o seu website seja realmente uma ferramenta útil.

1. VERSÕES – Novas funcionalidades no site de sempre

Tem uma situação que vejo sempre: o cliente quer um site com tudo que tem direito, mas a verba disponível não é suficiente. Mas a internet permite que você monte seu site por módulos,  de forma planejada.

Você pode começar com um blog. Depois põe para rodar a newsletter, o e-commerce, o chat… Ou seja, cada nova funcionalidade agregada à sua ferramenta web é uma nova versão publicada. Essa é uma estratégia que permite estender a data de vencimento do seu site fazendo que ele te traga cada vez mais retorno.

2. RELAYOUT – Mesmo site mas com roupa nova

A internet também tem tendências. A tecnologia evolui e oferece novas formas de apresentar o conteúdo e a linguagem e o design acompanham estas mudanças. Certamente você já notou o novo layout de algum grande portal. Pois é, eles estão sempre atentos às novas possibilidades e de tempos em tempos se veem obrigados a renovar o visual.

Você já tem todo o seu conteúdo pronto e publicado, então só é preciso atualizar o layout. Algumas vezes de maneira mais radical, outras só é preciso uma revitalização, mas isso vai manter seu site em dia e agradável para os seus visitantes. Eles com certeza irão perceber o cuidado que você tem com o seu site e isso reflete na imagem da sua empresa positivamente.

Fique ligado e, quando fizer melhorias no visual, comunique seus clientes e convide-os para conferir o site.

 3. ATUALIZAÇÃO – Conteúdo novo é igual visitas constantes

Um site precisa de cuidados. Não  é um “produto” que você coloca na web enquanto aguarda o retorno do investimento. É  uma pequena planta que deve ser regada sempre com bons conteúdos. Por quê? Ao postar conteúdo regularmente, você ganhará  leitores regulares. Se o seu site é lido e comentado regularmente, ele não morrerá!!  Tanto aos olhos do Google , quanto aos olhos de novos leitores. Aviso, não escreva por escrever, mas faça uma  verdadeira reflexão sobre a expectativa de seus leitores, ofereça  conteúdo de qualidade.

4. MANUTENÇÃO – Não sabe como fazer? contrate quem sabe

As tecnologias estão mudando constantemente e você precisa se manter em dia com isso, caso contrário: sim, seu site vai ficar velho.

Lembra que falamos de evolução da tecnologia? Nessa esfera de acontecimentos coisas boas se consolidam e são usadas por mais e mais pessoas, como plataformas de CMS, sistemas SAAS, de automação de marketing.  É sobre isso que trata a manutenção.

Se seu site é velho, talvez esteja na hora de adotar uma plataforma de CMS como o WordPress, por exemplo. Ela é gratuita e permite  que você gerencie o seu conteúdo e funcionalidades do site.

Manutenção também é otimizar seu site para atender às exigências do Google, por exemplo, com técnicas de SEO (Search Engine Optimization), ou adaptar seu site para telas menores, tornando-o responsivo. Mas não só de ações complexas vive a manutenção. Você pode precisar, por exemplo, criar uma nova categoria no seu blog para exibir conteúdo específico para sua audiência.

Agora, cada macaco no seu galho. Se você não tem habilidade para isso, contrate quem tem. Caso contrário você vai perder muitas horas valiosas e o resultado pode não ser satisfatório.

5. MARKETING – Afinal é disso que estamos falando.

Seu site é uma ferramenta de comunicação. Ele representa você ou sua empresa na esfera digital. Quando o cliente chega até você, ele já pesquisou na internet e já passou pelo seu site com certeza. Então faça tudo com um mínimo de planejamento, por favor.

Planeje sobre o que vai escrever no seu blog. Pesquise a concorrência. Mantenha seu site funcionando e sem erros. Experimente, repita os sucessos e descarte o que não funcionou. Os benefícios disso são certos!

Ok… e agora?

A vida de seu site depende da atenção que você dá para ele. De tempos em tempos faça uma revisão com mais critério e anote os pontos que podem melhorar. Se você não está seguro disso, chame aquele seu amigo que entende mais do assunto. Manter seu site em dia vai te custar menos e trará melhores resultados, eu garanto.

A DIG pode fazer para você uma análise cuidadosa do seu site… é de graça! 🙂

FAÇA UMA AVALIAÇÃO GRATUITA

Gostaram das dicas? Então, vamos realizar!

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

img

Enquanto você lê este artigo de dicas de marketing digital, três bilhões de outras pessoas como você está conectado à Internet no momento. Isto é cerca da metade da população mundial e este número é apenas uma aproximação, porque todos os dias, ele só aumenta.

Alguns fazem compras,  outros compartilham nas redes sociais. Outros gerenciam cadeias de fornecimento global, atendem a demanda do cliente ou criam aplicativos cada vez mais inovadores.

Todas essas pessoas estão fazendo alguma coisa, mas acima de tudo, elas mudam a cada dia o mundo como nós o conhecemos.

Para as empresas e os governos, a integração rápida para o mundo digital abriu um caminho para muitas oportunidades. Mas a era digital também criou uma série de desafios e problemas enfrentados, desconhecidos há 20 anos.

Adaptar-se a um futuro próximo, sem limites

A inovação é cada vez mais necessária para concorrência, isso significa que para inovar, você tem que se adaptar aos tempos, ou seja, é obrigatório se adaptar a era digital para permanecer na corrida.

Tenha em mente que cada empresa é essencialmente uma Empresa Digital

Quando a rede explodiu e se tornou  parte do mundo, a maioria das empresas tiveram de construir estratégias digitais. Hoje, a web oferece uma infinidade de benefícios para os clientes, que passam grande parte de suas vidas online. Uma marca que não tiver e-commerce vai perder muito e vai voltar a um negócio tradicional.

Os bancos são um bom exemplo. Em muitos aspectos, o modelo do setor bancário continua o mesmo há séculos: quando se trata de dinheiro, é melhor não brincar com o fogo. Mas mesmo se os papéis são os mesmos, o setor bancário teve de repensar radicalmente como se adaptar ao mundo digital. Agora a maioria das pessoas usa o sistema on-line para gerenciar sua vida bancária, pagamentos, transferências, contatos ou consultas simples.

A inovação se estende até mesmo às indústrias aparentemente não relacionados a nova economia digital. A agricultura está mudando. Algumas organizações profissionais são agora capazes de analisar os dados do solo, o clima, etc.

Transformar dados em conhecimento

 Você tem que oferecer um conteúdo inteligente, é ele que constitui uma base de conhecimento. É necessário instruir e gerar valor agregado.

A Web é uma faca de dois gumes. Por um lado, permite  recolher e armazenar  uma grande quantidade de dados para extrair lições relevantes para aumentar o nosso conhecimento sobre o nosso ambiente.  Porém, por outro lado, estes dados são usados ​​em detrimento da privacidade dos indivíduos e são percebidos principalmente como uma ameaça à esfera privada.

Contratar especialistas para complementar suas habilidades

Se você é uma empresa que pretende se lançar na esfera digital, quais as estratégias que você vai usar? Treinar as pessoas internamente? Contratar uma empresa especializada em conteúdos e marketing digital?

A resposta varia de acordo com os projetos e ambições de cada um. Mas cada vez mais empresas optam pela segunda escolha.

Hoje, esses quatro princípios enfatizam a realidade digital mundial. Novas técnicas podem causar muitos desafios, mas, se devidamente tratados, a Web pode ser uma solução para tudo.

Gostaram do artigo? Que tal compartilhar com outras pessoas?

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

Midia Social - como turbinar a sua fanpage - DIG Marketing Digital

Qual foi a última vez que você otimizou a sua Fan Page?  Neste post damos algumas dicas  para você manter sua mídia social em dia que merecem atenção .

O Visual

Empresas e organizações devem levar suas fotos de capa de suas fanpage um passo adiante.  Não sobrecarregue o já limitado espaço com várias imagens ou jogo de palavras. Você quer que seus visitantes recebam a mensagem rapidamente para que se sintam atraídos e continuem a navegar por sua linha do tempo para curtir sua página.

As fotos de capa do Facebook podem ser uma importante e poderosa ferramenta de “branding” online, sendo uma das áreas mais significativas. Elas serão seu cartão de visita.

Sobre

Esta é uma parte que tem muito acesso porque apresenta a empresa e seus negócios.

Escreva uma breve descrição que aparecerá no lado inferior esquerdo de sua página. Isto é o que os visitantes irão ler quando estiver no processo de entrar em contato com sua empresa. Eles precisam ver imediatamente o que a empresa oferece, qual é o seu diferencial.

Ao contrário da descrição, que precisa ser curta, a “descrição longa” pode ser mais elaborada e pode dar uma ideia geral da empresa, descrição, informações como por exemplo missão, visão e valores. É muito importante usar palavras-chave  importantes para o SEO, já que esta área é indexada pelos mecanismos de buscas.

Se você tem um site, não hesite em colocar o link.

Vídeos

O consumo do vídeo digital continua crescendo na web. Estudos realizados recentemente mostram que adicionar vídeos às campanhas de exibição melhora muito o desempenho.

Já está constatado que as publicações em vídeo estão não só possuindo o maior alcance entre todas as outras formas, como também o maior engajamento.

Ofertas ou promoções

Crie promoções exclusivas para os seus fãs. Poderão ser feitos cupons de descontos para a compra dos produtos da sua empresa, sorteios pelo Facebook oferecendo como brinde os produtos que você comercializa. Tente ao máximo oferecer diferenciais para seus fãs.

Imagens

Use imagens atraentes. Pesquisas comprovam que fotos são as melhores formas de postar conteúdo no Facebook, melhores que links e posts em texto, e existem vários motivos para isso, por exemplo: ao contrário dos links, clicando na foto o usuário não é redirecionado para outra página. Em virtude do tamanho, fotos possuem mais chances de serem vistas em comparação com textos e links. Ou seja, abuse das imagens!

Cite outras pessoas na sua página

Quando for escrever sobre alguma empresa, sobre alguém ou citar algum perfil na sua fan page do Facebook coloque o sinal de arroba (@) seguido do nome do perfil,  para que essa pessoa seja notificada sobre o post que você a citou. Esse fator funciona como a menção do Twitter. Fazendo isso será criado um link para o perfil citado e você poderá partilhar informações com outras pessoas, dar créditos a artigos alheios, fazer indicações, enfim, tudo que você julgar necessário que um outro perfil saiba que está sendo mencionado.

Agora é só seguir as dicas e alavancar seus negócios.

Boa Sorte e até breve!

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

Então você está se organizando para começar o seu website, certo? Ainda não?! Bom… é só uma questão de tempo, acredite.

Vamos lá. Você já escolheu um bom domínio, desenvolveu seu site com um sistema de newsletter bacana para divulga-lo, agora você só tem que decidir qual o servidor de hospedagem que melhor atende às suas necessidades. Antes desse momento você nem sabia que havia tantas opções dificultando sua escolha. Pode ficar bastante difícil escolher entre tantos provedores e sobre se você realmente precisa do pacote X ou Y.

Encontramos um infográfico que vai ajudá-lo e colocá-lo na direção certa. Através de uma série de questões básicas, você pode encontrar um plano de hospedagem que melhor se adapte às suas necessidades. Quer se trate de hospedagem compartilhada, revenda de hospedagem ou um VPS.

Se você é um blogueiro ou desejam iniciar seu e-commerce, consulte abaixo esse divertido “quiz” e sinta-se mais seguro antes de contratar um plano.

which-web-hosting-infographic
Clique para aumentar.

 

Veja o artigo completo no Pickaweb Blog (em inglês). Tem uma explicação bem legal sobre cada tipo de hospedagem… Clique aqui !

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

Os três erros mais comuns sobre ghost spam - DIG marketing digital

Já faz algum tempo que venho pesquisando uma maneira eficiente para resolver esta questão. De acordo com diversos artigos que encontrei e comentários em fóruns de discussão, existem basicamente três erros que as pessoas fazem quando se trata de spam no Google Analytics.

Erro # 1. Bloquear Ghost spam no arquivo .htaccess

Um dos maiores erros que as pessoas fazem é tentar bloquear Ghost Spam pelo arquivo .htaccess.

Para aqueles que não estão familiarizados com esse (o .htaccess), uma de suas principais funções é permitir/bloquear o acesso ao seu site, e um dos maiores erros que as pessoas fazer é tentar bloquear o Ghost spam por ele. Sabemos que os registros de Ghost spam nunca alcançam seu site, então adicioná-los ao .htaccess não terá qualquer efeito e só vai acrescentar linhas inúteis para seu arquivo.

Ghost spams geralmente aparecem por alguns dias e depois desaparecem. Como resultado, às vezes as pessoas pensam que eles foram bloqueados com sucesso a partir do .htaccess, quando na verdade é apenas uma coincidência de calendário.

Então, mais tarde quando os spammers voltam a aparecer nos relatórios, as preocupações também voltam  porque a solução não está mais funcionando. Achamos então que o spammer de alguma forma contornou as barreiras configuradas.

A verdade é que o arquivo .htaccess só pode efetivamente bloquear o Crawlers spams, como buttons-for-website.com,  e alguns outros que de fato acessam seu site. A maioria dos spams não podem ser bloqueados usando esse método, portanto não há outra opção além  de usar filtros para excluí-los.

Erro # 2. Usar a “Lista de Exclusão de Referência” do GA para bloquear o spam

Outro erro é tentar usar uma “Lista de Exclusão de Referência” para bloquear o spam. O nome pode confundi-lo, mas esta lista não pretende excluir referências no caminho que queremos para o spam. Tem outras finalidades.

Por exemplo, quando um cliente compra algo, às vezes eles é redirecionado para uma página de terceiros para pagamento (gateway de pagamento). Depois de fazer um pagamento, eles são novamente redirecionados de volta para o seu site, e o GA registra uma nova referência. É conveniente usar a Lista de Exclusão de Referência para impedir que isto aconteça.

Se você tentar usar a Lista de Exclusão de Referência para gerenciar spam, a parte de referência será removida, pois não há registro preexistente. Como resultado, uma visita direta será gravada e você terá um problema maior do que aquele que já tinha. Você ainda terá spam, e visitas diretas são mais difíceis de controlar.

Erro # 3. Preocupação com as alterações na taxa de rejeição e se elas irão afetar o seu ranking na pesquisa orgânica.

Quando notamos que a taxa de rejeição muda drasticamente por causa do spam,  começamos a nos preocupar com o impacto que isso terá sobre ranking SERP (Search Engine Results Page).

Influ~encia do Ghost spam na taxa de rejeição - DIG Links Patrocinados

Este é outro erro muito comum. Com ou sem spam, o Google não leva em consideração as métricas do Google Analytics como um fator de classificação. Aqui está uma explicação sobre isso de Matt Cutts (video em inglês), o ex-chefe da equipe de spam do Google na web.

E se pensarmos um pouco sobre isso, a explicação Cutts faz sentido. Embora muitas pessoas possuam o GA, nem todas o usam.

Supondo que seu site foi hackeado

Outra preocupação comum quando as pessoas vêem páginas de destino estranhas  registradas pelos spams em seus relatórios, é que foram “hackeadas”.

Relação do Ghost spam e landing pages - DIG Links Patrocinados

A página de destino que o relatório mostra para o spam, e se você tentar abri-la,  terá uma página 404. Seu site então não foi comprometido.

Mas você tem que se certificar de que a página não existe. Porque há casos (não spam), onde alguns sites têm uma falha de segurança e são injetados com páginas cheias palavras-chave de baixa qualidade para difamar o site.

Com o que você deve se preocupar ?

Agora que descartamos os problemas de segurança e seus efeitos sobre os ranking da pesquisa orgânica, a única coisa que fica para se preocupar são seus dados. A trilha falsa que o spam deixa para trás polui seus relatórios. Ele pode ter maior ou menor impacto, dependendo do tráfego do site, mas todo mundo é suscetível ao spam.

Websites pequenos e médios são as mais facilmente afetados – não apenas porque uma grande parte do seu tráfego pode ser spam, mas também porque geralmente esses sites tem auto-gestão e não têm o apoio de um analista ou um webmaster.

Grandes sites com um grande tráfego também podem ser afetados por spam e, embora o impacto possa ser insignificante, o tráfego inválido significa relatórios imprecisos. Não importa o tamanho do site, como analista você deve ser capaz de explicar o que está acontecendo mesmo nos relatórios mais detalhados.

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

Acabe com o Ghost Spam com apenas um filtro - DIG Marketing Digital

Normalmente, depois de descoberto o Ghost spam, recomenda-se adicionar a referência para um filtro de exclusão do GA. Embora essa ação rápida seja útil contra o spam, ela tem três grandes desvantagens.

  • Fazendo filtros a cada semana para cada novo spam detectado é tedioso e toma muito tempo, especialmente se você gerenciar muitos sites. Além disso, até que você decida aplicar um novo filtro e ele começar a trabalhar, você já terá alguns dados afetados.
  • Alguns dos spammers usam visitas diretas, juntamente com as referências.
  • Estes acessos não serão bloqueados pelo filtro. Mesmo excluindo as referências pelo filtro, seu site continuará recebendo tráfego inválido.

Felizmente, há uma maneira fácil de evitar todos estes problemas. A maioria dos Ghosts spams acessam os IDs de rastreamento do GA de maneira aleatória, ou seja, o spammer não sabe realmente quem é o alvo, e por isso ou o nome do host não está definido ou ele usa um falso. (Veja relatório abaixo)

Referências falsas de Ghost Spam - DIG Links Patrocinados

Você pode ver que eles usam alguns nomes estranhos ou nem mesmo se incomodam em definir um. Embora existam alguns nomes conhecidos na lista, estes podem ser facilmente adicionados por o spammer.

Por outro lado, o tráfego válido sempre usará um nome de host real. Na maioria dos casos, este será o domínio que usaremos para bloquear o spam. Mas cuidado, pois também podem ser de serviços pagos, serviços de tradução, ou qualquer outro lugar onde você inseriu o código de rastreamento GA.

Referências válidas e nomes de host reais - DIG Links Patrocinados

Com base nisso, podemos fazer um filtro que irá incluir apenas os registros que usam nomes de servidores reais. Isso vai excluir automaticamente todos os acessos que tem o Ghost Spam como origem, não importante se ele aparece como uma referência, palavra-chave ou visualização de página,  ou mesmo como uma visita direta.

Para criar este filtro, você terá que encontrar o relatório de nomes de host. Veja como:

  1. Vá para a guia Relatórios no GA
  2. Clique em Público-alvo no painel esquerdo
  3. Expandir o item Tecnologia e selecione Rede
  4. Na parte superior do relatório, clique em Nome do host

Como exibir relatório com Nome do Host - DIG Links Patrocinados

Você verá uma lista de todos os nomes de host, incluindo os que o Ghost Spam usa. Faça uma lista de todos os nomes de host válidos que você encontrar, como segue:

  • seudominio.com.br
  • blog.seudominio.com.br
  • es.seudominio.com.br
  • servicodepagamento.com
  • translatetool.com
  • outrodominioseu.com.br

Para sites pequenos e médios, esta lista de nomes de host provavelmente será o domínio principal e um alguns subdomínios. Após certificar-se que você incluiu todos eles, crie uma expressão regular como a que segue:

seudominio\.com\.br|outroseudomunio\.com\.br|servicodepagamento\.com|translatetool\.com

Você não precisa colocar todos os seus subdomínios na expressão regular. O domínio principal irá corresponder a todos eles. Se você não tem uma Vista da Proprieda criada no GA, crie uma agora. É prática recomendada que se mantenha uma Vista da Propriedade com os dados originais (que nunca será alterada) e uma outra para aplicar filtros, pois uma vez alterados os dados, não será possível recupera-los.

Em seguida, nesta nova Vista da Propriedade, crie um filtro tipo “Personalizado”.

Certifique-se de selecionar “Incluir”, em seguida selecione “Nome do host” no campo de filtro e copie a sua expressão regular na caixa de “Padrão de filtro”.

Como configurar filtro no GA - DIG Links Patrocinados

Você pode  verificar o filtro antes de salvar para ver se tudo está bem. Assim que estiver pronto, clique em “Salvar”  e então poderá aplicar o filtro à todas as Vistas da Propriedade que desejar (exceto a vista original,  sem filtros).

Este filtro único vai livrar seu site de futuras ocorrências de Ghost Spam que usarem nomes de host inválidos, e não exigem muita manutenção.

Agora você só deve precisar cuidar dos Crawler spams. Já que eles de fato acessam o seu site, você pode bloqueá-los, adicionando as seguintes linhas no arquivo .htaccess:

(obs: substitua os nomes de domínio pelos que você encontrou no seu relatório do GA)

## BLOQUEAR CRAWLER REFERRER SPAM
RewriteCond %{HTTP_REFERER} с\.новым\.годом\.рф [NC,OR]
RewriteCond %{HTTP_REFERER} traffic2cash\.xyz [NC,OR]
RewriteCond %{HTTP_REFERER} trafficgenius\.xyz [NC,OR]
RewriteCond %{HTTP_REFERER} build-audience\.for-your\.website [NC]
RewriteRule .* – [F]

É importante notar que este arquivo é muito sensível, e um único caracter errado pode tirar seu site do ar. Portanto, certifique-se de faze uma cópia de backup de seu arquivo .htaccess antes de editá-lo.

Se você não se sentir confortável brincando com seu arquivo .htaccess, você pode, alternativamente, fazer uma expressão regular com todos os indexadores, em seguida, e adicioná-lo a um filtro de exclusão por Origem da campanha no GA.

Implemente essas soluções combinadas, e você vai se preocupar muito menos sobre relatórios do Google Analytics contaminados peor spams. Isto tem a vantagem de te liberar mais tempo para você fazer coisas realmente mais úteis, como analisar dados válidos.

De qualquer forma, fique sempre de olho. Toda semana aparecem alguns novos spams, Ghosts e Crawlers. Quan notar alguma alteração nos dados, atualize seus arquivos e filtros.

  <
Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.

O que fazer depois que acabou a feira - DIG marketing digital

Tenho acompanhado as edições do Petit Marché e em todas sempre faço minha pesquisa de satisfação com os expositores.  A pergunta é simples: foi bom para você ?

Bem, quando tenho uma resposta positiva, é óbvio que o expositor vendeu. Mas as respostas que mais me interessam são as “mais ou menos” e as “não, foi fraco”.

Vamos analisar com base em fundamentos de Marketing, nos 4Ps (PRAÇA, PÚBLICO, PRODUTO e  PREÇO).  Tem que haver um equilíbrio entre os “Ps” para que as vendas aconteçam.  Se a sua experiência não foi satisfatória, um ou mais destes itens não estavam alinhados com as expectativas do expositor ou as do cliente.

A boa notícia é que qualquer ação de Marketing que você faça, neste caso o Petit Marche, sempre trará informações valiosas. Examine os 4Ps  e tente entender a mensagem que eles trazem, faça os ajustes necessários na sua estratégia e volte para novos testes, novas informações e depois novos ajustes, novas tentativas. É um ciclo que fica mais eficiente a cada volta.

Mas atenção, aqui tem uma pegadinha. Não é só porque a feirinha acabou e você desmontou a bancada que você vai sair se lamentando. Óbvio que não. Vivemos uma revolução tecnológica onde 50% da população brasileira passa o dia conectada num smartphone. Então o cartão ou o panfleto que você entregou para o cliente no dia vai resultar numa visita no seu site,  no seu perfil do Facebbok ou Instagram. É um novo comportamento que esta revolução nos trouxe. O consumidor conectado mudou o comportamento e todas a mídias acabam direcionando para a internet, pois pesquisamos antes de consumir.

Pronto, uma nova oportunidade de vender e de conseguir  novas informações para entender direitinho a dinâmica do seu negócio. Aplique novamente os 4Ps para esse novo universo (a web) e repita o ciclo: analise, faça os ajustes, execute… sempre.

Pratique Marketing.
Mantenha seu website atualizado.
Responda prontamente seu cliente.

Gian Gadotti é consultor de marketing digital certificado pelo Google e diretor da DIG Links Patrocinados, empresa de Maceió especializada em campanhas digitais de AdWords, Facebook Ads e otimização de websites.

www.diglink.com.br
82 3023-3368
82 996-482-001 (whatsApp)
Skype gianpiero.gadotti

Solicite uma avaliação graúíta sobre a situação da sua presença digital. Vamos enviar um PDF com informações diversas como links de referência, backlinks, palavras-chave e mais...

Site da empresa*

Nome*

E-mail*

Telefone*

Área de atuação da empresa*

Cargo na empresa*

Solicite sua avaliação... Você não estará assumindo nenhum compromisso com a DIG mkt digital.